​saúde mental e apoio psicológico

risquinho_doc.png

para mulheres de todo o Brasil

Considerando a importância da representatividade para a construção da identidade de pessoas LGBTs e compreendendo as condições atuais do nosso país e do mundo, criamos no Documentadas uma rede de apoio psicológico. Através da psicoterapia, uma profissional acompanhará, ouvindo e proporcionando um espaço de acolhimento para as vivências, sofrimentos e inquietações das mulheres que já passaram pelo projeto. 


Nesse primeiro momento, para atender as mulheres que são documentadas, criamos uma rede de psicólogas que estão com vagas sociais para atendimentos individuais e online. Apostamos neste espaço porque sabemos o quão difícil é encontrar um ambiente seguro para ser escutada com atenção e cuidado.

_NIK0916.jpg

como funciona?

risquinho_doc.png

Somos em sete psicólogas e vamos abrir algumas vagas à preços sociais, cada qual com a sua disponibilidade. Entendemos a importância de abrir essas vagas à valores mais baixos exatamente pela condição financeira particular de cada mulher e econômica que o país enfrenta. Estamos com o propósito de atender mulheres que precisam e que não encontram disponibilidade de atendimento de forma acessível nos meios particulares pagos.

Tendo participado do projeto, cada mulher é registrada e terá sua chave de acesso. Assim, poderá fazer um login dentro da nossa plataforma, consultando o perfil de cada profissional e a disponibilidade de horário/vaga que melhor se adapta à sua rotina.

Todos os valores são iguais, o que difere na hora da escolha é a profissional identificada através do breve currículo e da sua disponibilidade. Assim que o prévio agendamento for realizado, o contato entre ambas será feito e a psicóloga mandará uma mensagem.

Para ler maiores informações sobre a nossa Política de Privacidade e os Termos de Uso de plataforma, clique aqui ♥ 

nosso grupo de psicólogas apoiadoras

risquinho_doc.png
bandeiraopastel_edited_edited.jpg

quer fazer login e consultar
os teus agendamentos ou entrar em contato
com a psicóloga?