A história da Isabela e da Camila te ajudou de alguma forma?

Gostaria de mandar uma mensagem para elas? Vem cá que conectamos vocês ♥

 

 

Tem alguma proposta de trabalho para elas? Opa! Pode mandar por aqui! 

 

 

Quer contribuir financeiramente com o Documentadas

para conseguirmos registrar cada vez mais casais por esse Brasilzão?

cá entre nós, é muito fácil! Se liga no PIX, aqui :D

a palavra está com elas

 

Para aquelas que estão em processo de descobrimento e de autoaceitação: não desiste de você! Por mais que às vezes pareça difícil demais, sua liberdade não tem preço. Ser quem você nasceu para ser é libertador. Se conheça, se permita e, principalmente, se ame! Tem gente demais nesse mundo querendo te abraçar e te amar do jeitinho que você é! 

E para as bonitas que estão vivendo um relacionamento à distância, apenas vivam! E se permitam sentir. Aproveitem do jeitinho que dá. A voz, o sorriso e as conversas que fazem essa distância encurtar um pouco. Às vezes é difícil demais não ter a presença, o abraço e o contato físico, mas tudo vale à pena quando você sabe onde quer chegar e tem certeza desse sentimento.

Meninas, amem! Amem muito! Amar em um mundo tão carente de amor é revolucionário.  Então, só amem!

Hoje em dia, quando elas se encontram, tentam passar o máximo de tempo que conseguem juntas. Já rolou uma semana, mas geralmente investem nos feriados. Como ambas estão trabalhando presencialmente, a distância ainda é um problema difícil. 

 

Tentam também diminuir o peso da saudade conversando bastante e curtindo o começo do namoro da melhor forma possível. Fazem chamada de vídeo todos os dias, jantam juntas, se falam sempre antes de dormir e nos finais de semana conversam a maior parte do tempo em vídeo também, principalmente ao anoitecer, quando podem virar a noite assim ou praticamente dormir em ligação. 

 

A Isa comenta que, para ela, o amor demonstra ser acompanhado desse respeito e companheirismo, e ela sentiu que nasceu o amor quando entendeu que podia confiar plenamente, que podia se entregar e pegar na mão, estar de verdade com a Cami.

 

E a Cami conta que amar uma mulher, mesmo não romanticamente, significa se sentir completa. É amando que ela encontra o carinho, a identificação, o cuidado, a escuta, o acolhimento… é tudo o que ela sempre quis e que nunca imaginou que conseguiria ter com alguém. 

 

Juntas aprendem diariamente um novo modelo de se relacionar, também. De estarem dispostas, de se doar. 

Foi sóóóó no fim de janeiro que elas realmente conseguiram aceitar que esse sentimento existia e que o próximo passo era fazer o encontro acontecer, afinal, já estava na hora. Até a família da Camila já sabia da existência da Isa e dessa paixão à distância (e apoiava que elas se encontrassem!), então ela embarcou no avião e voou até Guarulhos. Elas se encontraram no dia 13 de fevereiro e no dia 14 estavam namorando. Foi assim, literalmente, encontrou > namorou.

 

Hoje em dia ambas famílias gostam bastante e apoiam, Inclusive a família da Isa, que adora todas as vezes que a Cami vem até São Paulo. Elas já andam com aliança e tudo. 

 

Fizemos mil piadas sobre a corrida e sobre o tanto que a Isa correu de dezembro até fevereiro, em círculos, foi formando a aliança. Depois foi só parar de correr e vestir no dedo. Simples assim. Sem traumas. Ela entendeu que foi isso mesmo, só ela não enxergou, no fim estava na cara que isso aconteceria, sempre esteve. Mas respeita também porque foi o tempo dela e fica feliz da Cami ter entendido isso e não imposto nada que ela não se sentisse realmente à vontade de viver.  

A Cami e a Isa se conheceram através do Instagram, de uma forma bastante aleatória. A Cami, no começo de 2020, postou uma foto com uma atriz que tanto ela, quanto a Isa, gostavam muito: a Renata Toscano. Ela marcou a Renata e a Isa viu essa foto, por conta de ser administradora de uma página de fãs dela. Como ela ainda era pouco conhecida no Brasil, decidiu seguir a Cami e as duas se falaram rapidamente e a Cami compartilhou que que também tinha vontade de criar conteúdos enquanto fã, então mantiveram breves contatos, mas ainda sobre coisas pontuais. Com o início da pandemia e a agenda da artista no Brasil não dando continuidade, a Isa até deu dicas para a Cami fazer um Twitter porque era uma rede social mais fácil para fãs se comunicarem que o Instagram; ela fez, mas com o tempo elas foram deixando de se falar aos poucos. 

 

No decorrer do ano e, dessa vez, no Twitter, elas se deram um pouco melhor e entenderam que ambas se relacionavam com mulheres, o que fez com que se identificassem mais, já que o restante do meio ainda era bastante heterossexual, então aos poucos acabaram fazendo uma amizade. Nessa época, a Camila namorava e era muito fechada sobre o seu relacionamento, elas falavam muito pouco e não havia possibilidades da amizade delas ser mais que uma amizade, nem se passava pela cabeça de ambas um flerte ou algo do tipo, o assunto era realmente sobre fã clube. Depois de um tempo, elas descobriram outras séries em comum e, entre setembro e novembro, quando a Cami passou pelo processo de término, começou a se abrir sobre seu relacionamento para a Isa.  

 

Foi entre dezembro e o ano novo, um tempo depois do término e de já estar solteira, que ambas começaram a perceber que poderia surgir um sentimento a mais na amizade das duas. A Cami tentou falar sobre e conversar com a Isa, que reagiu da forma que soube: correndo. Hahaha! Ambas brincam sobre, mas a verdade é que ela correu o máximo que conseguiu. Evitou sentir, falar, mas ao mesmo tempo não deixou de conversar diariamente com a Camila. Ou seja, uma hora, iria ter que lidar com isso. 

A Isabela e a Camila, mesmo estando há pouquinho tempo juntas, constroem uma relação muito bonita ligando São Paulo, capital, com Itajaí, cidade no interior de Santa Catarina. Elas se conheceram pouco tempo antes da pandemia, de forma online e aleatória, através do Instagram, ficaram amigas e só foram desenvolver um sentimento e se encontrar realmente em 2021! E, neste ano, além do relacionamento estar acontecendo, se permitiram também viver um novo tipo de relação, de comunicação e de cuidado. ♥


 

Isabela tem 25 anos, mora em São Paulo e trabalha enquanto auxiliar financeira em uma imobiliária. Tem sua formação em direito, mas nunca atuou e nem pretende seguir carreira na área. Sonha mesmo em fazer pedagogia. Foi por isso que deu início a esse trabalho na imobiliária, para conseguir bancar os estudos e ter maior independência financeira. Ela brinca que esses ERAM os planos, porque hoje em dia, nem sabe se vai continuar morando em São Paulo e, enquanto ouço essa frase, a Camila fala no fundo “ela vai mudar pra Itajaí!!! Vai mudar!!!”.

 

A Camila tem 20 anos, mora em Itajaí, interior de Santa Catarina e trabalha enquanto analista de crédito, em contato direto com o cliente. Ela cursa ciências contábeis e gosta bastante de morar em Santa Catarina, por mais que esteja gostando das idas para São Paulo de vez em quando também. 

 Isabela 
 Camila